Horário de Atendimento 
Segunda a Sexta das 09:00h às 18:00h

Sábado das 09:00h às 13:00h

A Antaris Travel transforma o desejo de viagem em experiências inesquecíveis através de lembranças marcantes.

Temos paixão pelo que fazemos, excelência na viagens e dedicação total ao Cliente.

contato@antaristravel.com.br

R. Teixeira, 352 - 2° Andar - Ed. Espelho do Lago
Taboão - Bragança Paulista/SP - CEP.: 12.916-360

11 4032-8918

11 98845-8372

© 2018 Desenvolvido por Ding Publicidade

Europa

9 Dias

Grupo Itália

Visitando: Milão/Lago di Garda/ Verona/ Veneza/ Pisa/ Florença/ Assis e Roma;

Período de 27 de junho a 6 de julho de 2020

sob consulta

Resumo

Visitando: Milão/Lago di Garda/ Verona/ Veneza/ Pisa/ Florença/ Assis e Roma;

Período de 27 de junho a 6 de julho de 2020

O pacote inclui:
Periodo de 27 de junho a 6 de julho de 2020;

Guia acompanhante da Antaris Travel;

Traslados aeroporto/hotel em Milão e Roma;

Hospedagem e café da manhã Buffet nos hotéis;

- Todas as taxas turísticas da cidade;

Guias locais para as visitas das cidades indicadas no itinerário;

Refeições: almoço em Sermini, jantar em Veneza, almoço em Pisa, almoço em Florença e almoço em Roma

Vôo internacional de São Paulo até Milão

Roteiro

1º Dia (Sábado)dia 27 : BRASIL

Saída em vôo intercontinental com destino a Milão.

 

2º Dia (Domingo)dia 28: MILÃO

Chegada ao aeroporto de Milão e traslado privado ao Hotel. Tarde livre. Hospedagem

 

3º Dia (Segunda)dia 29: MILÃO

Café da manhã e saída para o City Tour em Milão de ½ dia para ver o DUOMO, a catedral gótica de Milão, a Piazza del Duomo, Galeria

Vittorio Emanuele, Palacio Real, Teatro Scala, o Quadrilátero da Moda – Via Montenapoleone, Via del Spiga, Corso di Porta, Venezia e Via Manzoni, o Castelo Sforcesco e Parque Sempione.

Hospedagem

 

4º Dia(Terça)dia 30: MILÃO / LAGO DI GARDA / VERONA / VENEZA (Mestre) (345 km)

Café da manhã buffet e saída de Milão até o Lago di Garda, em cujas margens se encontram belos povoados como Sirmione onde teremos tempo livre para almoçar, almoço em Sirmione incluido .

Continuação até Verona onde ocorreu a romântica história de Romeu e Julieta.

Chegada a Veneza e hospedagem.

Jantar incluído na noite em Veneza.

 

5º Dia (Quarta)dia 1: VENEZA

Café da manhã buffet. Traslado para embarcar no Vaporetto, que nos conduzirá até a Praça de São Marcos.

Visita a pé: a Ponte dos Suspiros, a Basílica de São Marcos, Palácio Ducal (Exterior), a Ponte Rialto, a mais antiga onde poderemos observar a arte do sopro do vidro.

Passeio de gôndola incluído. Regresso ao hotel.

Hospedagem.

 

6º Dia (Quinta)dia 2: VENEZA / PISA / FLORENÇA (414 km)

Café da manhã Buffet e  saída até Pisa, mais famosa e conhecida do mundo, a peculiar torre inclinada. Tempo livre para visitar a cidade com  almoço incluído em um típico restaurante.

Continuação a Florença, chegaremos pelo mirante Michelangelo, onde teremos uma vista espetacular do conjunto da cidade.

Visita a pé percorrendo os principais lugares, a Praça do Duomo, onde encontra-se a Catedral de Florença e a impressionante cúpula de Brunelleschi, o Campanário de Giotto e o Batistério de San Giovanni.

Seguiremos até a Ponte Vecchio, o lugar com maior encanto de toda Florença.

Continuaremos até a Praça da Signoria, contemplaremos o Palácio Vecchio.

Hospedagem.

 

7º Dia (Sexta)dia 3: FLORENÇA / ASSIS / ROMA (439 km)

Café da manhã buffet no hotel.  Tempo livre na Cidade Museu de Florença, que mantém intacto o próprio encanto e esplendor do passado a seguir almoço incluído.

A primeira hora da tarde será a saída até Assis.

Assis é conhecida como o lugar em que que nasceram e morreram São Francisco e Santa Clara.

Tempo livre para conhecer a Basílica. Continuaremos nossa viagem até Roma.

Hospedagem

 

8º Dia (Sábado)dia 4: ROMA

Café da manhã buffet no hotel. Visita panorâmica da cidade com o guia local  passando pelos lugares mais importantes, Praça de Veneza, Via Venetto, os fóruns romanos, O Coliseu (Exterior), Arco de Constantino, o Castelo de St. Angelo, incluída as visitas a Capela Sistina e a Basílica de São Pedro.

A tarde, visitaremos Roma Barroca, incluindo a Fontana di Treve.

Hospedagem

 

8º Dia (Domingo)dia 5: ROMA

Café da manhã buffet.

Dia livre para seguir conhecendo esta fascinante cidade ou realizar uma excursão opcional. Recomendamos visitar opcionalmente Nápoles ou Capri. Uma viagem para desfrutar do Golfo de Nápoles e uma das ilhas mais bonitas e mais famosas do mundo. Capri é repleta de maravilhas naturais, sua história milenar, seu clima suave e sua paisagem luminosa.

Hospedagem

9º Dia (Segunda)dia 6:

ROMA Café da manhã buffet. Tempo livre até a hora de realizarmos o traslado ao aeroporto para embarcarmos em voo de regresso.

Dicas

1-MILÃO: Milão, é a capital mundial da moda e do design, fica  na região da Lombardia ao norte da Itália.

É um centro financeiro também conhecido pelas suas lojas e pelos seus restaurantes sofisticados.

Atrações:

A catedral Gothic Duomo di Milano e o convento Santa Maria delle Grazie, onde está o mural de Leonardo da Vinci "A Última Ceia", são testemunhas de séculos de arte e cultura.

              

Castello Sforzesco

A imponente fortaleza erguida na Piazza Castello é um dos pontos imperdíveis de Milão. Construída a mando de Galeazzo II Visconti no ano de 1368, o local teve vários donos e também passou por diversas transformações estruturais ao longo dos anos. 

Galeria Vittorio Emanuele II

No centro de Milão, bem ao lado da catedral da cidade, o visitante vai encontrar essa belíssima construção iniciada em 1865 pelo arquiteto Giuseppe Mengoni. A imponência do prédio - inaugurado pelo próprio homenageado, o rei da Itália Vittorio Emanuele

                

Basílica Sant’ Ambrogio

A visita à belíssima basílica que homenageia Ambrogio, o bispo preferido dos habitantes de Milão.

 

Biblioteca e Pinacoteca Ambrosiana foi fundada pelo cardeal Federico Borromeo em 1609, a - uma das primeiras bibliotecas públicas da história.

 

Brera e a Pinacoteca de Brera

Brera é um dos bairros mais vibrantes de Milão. Lá o visitante vai encontrar uma variedade enorme de restaurantes ,vários deles especializados na tradicional cozinha milanesa, e cafés aconchegantes onde é possível degustar um bom cappuccino.

 

Catedral de Milão (Duomo di Milano)/Piazza del Duomo

Ergue-se no centro da capital da região da Lombardia um dos templos religiosos mais belos e imponentes do mundo: a Catedral de Milão, Duomo di Milano. A igreja, considerada a terceira do mundo (perde apenas para a Basílica de São Pedro, no Vaticano, e a Catedral de Sevilha, na Espanha.

 

Cenacolo Vinciano/Igreja Santa Maria delle Grazie

Uma das obras-primas mais importantes do mundo: A Última Ceia (Cenáculo), pintura de Leonardo da Vinci que retrata os últimos momentos de Jesus com os 12 apóstolo

                

Igreja de St. Maurizio

A igreja italiana renascentista, que tem São Maurício (San Maurizio) como padroeiro, foi erguida em 1503 e, com certeza, é um dos templos religiosos mais belos de Milão. Um mosteiro beneditino construído anexo à igreja foi demolido anos mais tarde, porém os claustros se conservam até os dias atuais (em um deles...

              

Museu Nacional da Ciência e Tecnologia Leonardo da Vinci

Ciência e Tecnologia são os temas principais desse enorme museu que homenageia Leonardo da Vinci, um dos maiores gênios da história. Fundado em 1953, o local é considerado o maior da Itália no segmento: 40 mil metros quadrados abrigam 14 mil objetos, sete departamentos e 16 áreas de exibição.

 

Navigli

Navigli, o bairro milanês cortado por canais, é um dos pontos mais movimentados da cidade, principalmente no período noturno. Repleto de restaurantes/pizzerias, bares e casas noturnas, o local que fica a sudoeste do centro histórico também é perfeito para ser explorado a pé.

              

Parco Sempione (parque)

Nos fundos do Castelo Sforzesco, considerado um dos símbolos de Milão, encontra-se o gracioso e movimentado Parco Sempione, excelente opção para aqueles que desejam fazer uma pausa no corre-corre entre uma visita e outra. Muito verde em meio a belas paisagens, pontes, laguinhos e monumentos como o Arco da Paz - em homenagem a Napoleão.

              

Teatro alla Scala

A passagem de artistas de peso pelo palco do Teatro alla Scala - a cantora lírica Maria Callas e o maestro italiano Toscanini, por exemplo - certamente contribuiu para que o local ficasse ainda mais conhecido mundo afora. Erguido em 1776 pelo arquiteto italiano Giuseppe Piermarini, o teatro possui um dos maiores palcos da Itália.

 

2-LAGO DI GARDA, chamado tambèm Benaco, é o maior lago da Itália e um dos principais centros turísticos do norte da Itália. Seu povoado mais famoso é Sirmione. e está no norte do país entre as regiões de Lombardia, Vêneto e Trentino-Alto  O lago possui cinco ilhas e está a 145 km de Milão.

O Lago de Garda está rodeado de pequenos e belos povoados que costumam ser destino de verão, entre os quais se destaca Sirmione.

Além dos povoados turísticos como Desenzano, Malcesine, Limone ou Tignale, o Lago de Garda conta com duas importantes atrações turísticas: Gardaland, o parque temático mais visitado da Itália, e o funicular que sobe de Malcesine até Monte Baldo. 

 

3-VERONA é uma cidade da região de Vêneto, no norte da Itália, com um bairro medieval antigo erguido às margens do rio Ádige. Ela é famosa por ter sido cenário da peça "Romeu e Julieta", de Shakespeare. A chamada "Casa de Julieta" é uma construção residencial do século XIV, com uma pequena varanda voltada para um pátio. A Arena de Verona é um enorme anfiteatro romano do século I, que atualmente sedia concertos e grandes apresentações de ópera.

A Casa de Julieta em Verona é considerada um dos pontos turísticos mais requisitados da cidade. Super bem localizada, entre a Piazza delle Erbe e a Piazza dei Signori.

 

4-VENEZA é a capital da região de Vêneto, no norte da Itália, a 280 km de Milão e, é formada por mais de 100 pequenas ilhas em uma lagoa no Mar Adriático. A cidade não tem estradas, apenas canais (como a via Grand Canal), repletos de palácios góticos e renascentistas. Na praça central, Piazza San Marco, ficam a Basílica de São Marcos, coberta de mosaicos bizantinos, e o campanário, com vista para os telhados vermelhos da cidade.

O passeio de gôndola é, sem dúvida, o passeio mais legal de Veneza, além do fato de que ele não pode ficar de fora da lista de ninguém. Além de ser o passeio mais tradicional da cidade e ser super romântico você acaba conhecendo os principais pontos de Veneza em um barco super confortável.

 

5-PISA, cidade  na região da Toscana, na Itália, mais conhecida por sua famosa torre inclinada. O cilindro de mármore branco de 56 metros, que já tinha certa inclinação quando foi concluído em 1372.


Torre de Pisa

A primeira sugestão de o que fazer em Pisa, é claro, fica por conta da Torre de Pisa. Localizada na Praça dos Milagres, bem na região central da cidade, ela já é quase que tradição de qualquer turista que passa por lá. Afinal, não há quem se depare com o monumento e não queira tirar pelo menos uma fotinho diante dele fazendo as mais diversas e criativas poses com a torre.


Pallazzo di Cavalieri em Pisa

Outro lugar muito bacana para você conhecer por lá é o Pallazzo di Cavalieri. Construído ainda no século XVI ele tornou-se atualmente a sede de uma das mais importantes universidades de toda a Itália, chamada Universidade de Pisa. 


Piazza dei Miracoli em Pisa

A principal praça de Pisa, que em português é denominada Praça dos Milagres, abriga uma diversidade de monumentos importantes. Lá você poderá encontrar a Torre de Pisa, Batistério de Pisa, Camposanto Monumentale e Duomo de Pisa.

 

5-FLORENÇA, capital e maior cidade da região Toscana, abriga muitas obras de arte e arquitetura renascentistas. Um dos seus pontos turísticos mais emblemáticos é o Duomo, catedral com cúpula de telhas de terracota, projetada por Brunelleschi, e o campanário de Giotto.


Basilica di Santa Maria del Fiore em Florença

A primeira dica de o que fazer em Florença é visitar uma das mais famosas igrejas do mundo, a Basílica di Santa Maria del Fiore. Conhecida como Catedral de Florença ou Duomo de Florença, a catedral levou séculos para ser construída (início deu-se no século XIII) e há mais de 20 anos recebeu o título de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

A Piazza del Duomo, ou Praça da Catedral em português, é a praça na qual fica localizada a Catedral de Florença e uma das mais visitadas de toda a Itália. Ela fica bem no centro de Florença e tem pontos turísticos super importantes da capital da Toscana.


Mercado Central de Florença

Um dos passeios que mais gostamos de fazer foi conhecer e comer dentro do Mercado Central em Florença. Bem perto da Basílica de São Lourenço tem uma rua fechada com uma feira, chamada de Mercato di San Lorenzo, com várias barracas que vendem roupas, bolsas de couro e vários itens legais da Itália.


Mercato di San Lorenzo em Florença

Para entrar no Mercado Central você provavelmente passará pelo Mercato di San Lorenzo, no qual funciona uma feira que é a maior e a mais importante de Florença. Ela se inicia na Via dell’Ariento, junto a Basílica de São Lourenço, bem no centro histórico da cidade.
Ponte Vecchio em Florença é um dos principais símbolos de Florença, foi construída em 1345, sobre o Rio Arno. 


Museo Galileo de Florença

Perto da Ponte Vecchio tem o Museu Galileu, um museu bem legal sobre o Galileu Galilei com seus objetos e instrumentos.

 
Museu Galleria degli Uffizi em Florença

Ao lado do Museu Galileu, às margens do Rio Arno, está um dos museus mais importantes de todo o planeta, a Galleria degli Uffizi. A Galeria dos Ofícios, traduzida ao português, é o mais famoso museu de Florença, que recebe milhões de turistas todos os anos. Situada em um edifício com quase 500 anos, que foi projetado pelo arquiteto Giorgio Vasari em 1560, ela é uma das mais antigas galerias do mundo e em seu interior há preciosidades como O Nascimento de Vênus e a A Primavera de Botticelli, além de obras de mestres como Filippo Lippi, Da Vinci, Caravaggio e Michelangelo.

6-ASSIS  é uma cidade numa colina na região da Umbria no centro de Itália, a quase 500km ao sul de Milão e a 200km de Roma.

 Foi o local de nascimento de São Francisco (1181 – 1226), um dos santos padroeiros de Itália. A Basílica de São Francisco é uma enorme igreja de dois pisos inaugurada em 1253. Os seus frescos do século XIII, que retratam a vida de São Francisco de Assis, foram atribuídos a Giotto e Cimabue, entre outros. A cripta alberga o sarcófago em pedra do santo.


BASÍLIA DE SÃO FRANCISCO

Ao que parece, é obrigatório começar o nosso itinerário partindo do coração de Assis, ou seja, a Basílica de São Francisco. A igreja foi construída no século XIII, por ordem do Papa Gregório IX – uma verdadeira obra-prima da arquitetura e também um dos tesouros da arte sacra italiana. O imponente complexo, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, é composto por duas basílicas, construídas em dois momentos históricos diferentes: a Basílica Superior e a Basílica Inferior, mais a cripta onde está o túmulo de São Francisco.

 

7-ROMA, a capital da Itália, fundada em 753 a.C, com quase 3.000 anos de arte, arquitetura e cultura influentes no mundo todo e à mostra. 

Ruínas antigas como o Fórum e o Coliseu evocam o poder do antigo Império Romano. 

A Cidade do Vaticano, sede da Igreja Católica Romana, tem a Basílica de São Pedro e os museus do Vaticano, que abrigam obras-primas como as pinturas da Capela Sistina de Michelângelo.


Coliseu de Roma na Itália
Símbolo da Itália e do Império romano o Coliseu em Roma é um dos monumentos mais famosos do mundo e atrai nada mais nada menos do que 4 milhões de turistas todos os anos. 
Sua construção se iniciou no ano de 72 d.C. e, durante décadas, serviu de palco para gladiadores que lutavam entre si ou com animais para um público de mais de 70 mil romanos. 
A visita às ruínas do Coliseu é um passeio obrigatório a todos os turistas que visitam Roma, não somente por sua grandeza mas por toda a sua história.


Fórum Romano e o Paladino em Roma na Itália

No mesmo dia que for ao Coliseu vá também no Fórum Romano e no Paladino. O interessante é que o ingresso do Coliseu dá direito a visitar esses dois grandes pontos turísticos de Roma e, os três ficam um ao lado do outro. O Monte Paladino é uma das sete colinas de Roma, repleta de história inclusive a da fundação de Roma.


Vittoriano e Piazza Venezia em Roma na Itália

Indo para o Coliseu e Fórum Romano provavelmente você vai passar pela Praça Veneza. Esta é uma das mais famosas praças romanas, onde se encontra o incrível Vittoriano, um monumento dedicado ao rei Vittorio Emanuele II e que hoje é um dos maiores museus do mundo.


Panteão de Roma em Roma na Itália

O Panteão de Roma, chamado de Pantheon, é um templo dedicado a todos os deuses romanos. Hoje, por lá se encontram enterradas diversas personalidades ilustres como os pintores Raffaello e Annibale Caracci, os reis Vittorio Emanuele II e Umberto I, e a rainha Margherita.


Praças de Roma na Itália

As praças são os lugares que você mais vai ver na sua lista de o que fazer em Roma. É muito comum na Itália ter essas praças enormes, com restaurantes em volta e artistas de todos os tipos tentando ganhar uma gorjeta. Tem a Praça da Rotonda, que é aquela que fica o Panteão e já comentamos. A Piazza di Spagna é bem legal e fica mais ao norte de Roma, um pouco afastada das outras atrações. A Piazza Navona em Roma é a mais famosa de todas e, um dos pontos turísticos mais visitados da cidade. O ponto de visitação mais famoso na Navona é a Fontana dei Quattro Fiumi (Fonte dos Quatro Rios) que foi esculpida por Gian Lorenzo Bernini, entre 1648 e 1651, e representa os quatro rios mais importantes do mundo naquela época. A Piazza Navona é enorme e também tem excelentes restaurantes em sua volta. Reserve um dia para almoçar ou jantar por lá.

Fontana di Trevi é um dos lugares com a maior concentração de visitantes por metro quadrado em Roma. Imortalizada no cinema a Fontana di Trevi virou uma tradição pelos turistas que se aglomeram para fazer o tradicional ritual de jogar uma moeda na água que, conforme a lenda, faz com que o visitante retorne à cidade. A dica é ir cedo ou bem tarde, pela noite, quando há menos pessoas.

Os Museus do Vaticano estão entre os mais ricos museus do mundo, por possuírem coleções com valor histórico inigualável, e para visitar eles é necessário comprar o ingresso. Compre antes pela internet, pois a fila fica enorme lá na entrada. Os Museus do Vaticano são pequenos e interligados. Além de todos os museus o visitante pode visitar a Capela Sistina, a Galeria dos Candelabros, a Galeria dos Mapas, as Salas de Rafael, a Coleção de Arte Religiosa Moderna e Contemporânea e a Sala da Biga.

Vaticano ou Cidade do Vaticano, oficialmente Estado da Cidade do Vaticano  é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima.

Na Cidade do Vaticano há três visitas que se destacam: a Praça de São Pedro, a Basílica de São Pedro e os Museus Vaticanos, recinto onde está a Capela Sistina.


Praça de São Pedro

Localizada aos pés da basílica de mesmo nome, a Praça de São Pedro é uma das praças mais bonitas do mundo e pode abrigar mais de 300.000 pessoas.


Basílica de São Pedro

A Basílica de São Pedro em Roma é o edifício religioso mais importante do mundo, abriga a Santa Sede e é a igreja do Papa.

 

 

NADA RESERVADO, SOMENTE CONSULTA, SUJEITO A ALTERAÇÕES DE TARIFAS E DISPONIBILIDADE DE LUGARES.

 
 

Solicite um contato

Como prefere ser contatado?

Conheça outros destinos do mundo

 

destinos por estilo de viagem

Vai viajar a dois? Quer uma super aventura? Vai com os filhos? A Antaris Travel tem super dicas de diversos destinos para você! Oferecemos mais de 300 destinos no Brasil e no mundo!

Brasil

Mundo

Cruzeiros

Lua de Mel

Religioso

enoturismo